INE

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Os dados foram publicados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE)

Aumentou o número de imóveis “milionários” comprados por estrangeiros em Portugal. Uma análise do INE à aquisição de imóveis por não residentes mostra que em 2017 foram vendidos 1185 imóveis por mais de 500 mil euros. Em 2016 tinham sido 908.

Estas vendas representam 6,8% dos imóveis vendidos a estrangeiros no ano passado e 36,3% do valor total arrecadado com as aquisições por cidadãos de outras nacionalidades.

O valor médio das aquisições foi 854 mil euros. Aqui registou-se uma diminuição face ao ano anterior, quando o valor médio das vendas chegou aos 907 mil euros.

Ainda assim, em 2017 o valor total das vendas deste tipo de imóveis ultrapassou pela primeira vez desde que há registo a barreira dos mil milhões de euros.

Há cinco anos, pelos mesmos valores, foram vendidos 205 imóveis por um valor total de 219 milhões de euros. No entanto, o valor médio das transações ultrapassava um milhão de euros.

O aumento das vendas de imóveis com valor igual ou superior a 500 mil euros começou a disparar em 2013 devido aos Vistos Gold, “mais que duplicando em número e quase duplicando em valor face a 2012”, detalha o INE.

“Em 2014 esse crescimento acentuou-se, principalmente em valor, passando estes imóveis a representar quase metade do valor total dos imóveis adquiridos por não residentes nesse ano. De referir que foi nestes anos que se iniciaram, em termos efetivos, as “Autorizações de Residência em Portugal para Atividades de Investimento – ARI”, vulgarmente designadas por Vistos Gold”, conclui a nota.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva  (A. LOPES/LUSA)

Percentagem de trabalhadores com salário mínimo recuou no 2º trimestre

A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Teodora Cardoso acusa Centeno de “falta de transparência” no orçamento

Dominic Raab, secretário de Estado para a saída da União Europeia, à direita. Londres, 13 de novembro de 2018. EPA/NEIL HALL

Brexit: Reino Unido e UE chegam finalmente a acordo

Outros conteúdos GMG
Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros