Coronavírus

EUA já são o país com mais casos de coronavírus

Andrew CABALLERO-REYNOLDS / AFP

Nem a China ou Itália tiveram tantos casos como os que somam agora os EUA: 81 321.

Com pelo menos 81 321 casos confirmados, os Estados Unidos acabam de tornar-se no país do mundo com mais registos do novo coronavírus, à frente do total registado até hoje inclusivamente na China, onde começou a pandemia, ou em Itália, país mais afetado da Europa.

A notícia é avançada pelo The New York Times, que adianta que o número de mortes relacionadas com a Covid-19 também já ultrapassou mil casos, confirmando o aviso que os cientistas haviam deixado a Donald Trump de que sem contenção a escalada seria rápida e irreparável.

Ainda nesta terça-feira, num momento em que já aceitava estar a lidar com uma pandemia de efeitos dramáticos – depois da negação inicial das proporções da covid-19 -, o presidente americano avisara que se preparava para “abrir o país na Páscoa”, que se celebra a 12 de abril, ordenando à população que regressasse ao trabalho, apesar da crise do coronavírus. Trump justificava a decisão com o “maior número de vítimas” que resultariam de fechar a economia do que seriam consequência do novo coronavírus. (Leia mais aqui)

Com 300 milhões de pessoas, os EUA têm adotado medidas distintas de combate à covid-19 e aos seus efeitos, com alguns estados a ordenar o encerramento e medidas sérias de contenção enquanto outros apelam à continuidade das atividades. E Trump não tem servido de voz de comando na contenção da pandemia, num país que não tem um serviço nacional de saúde semelhante aos que são regra na Europa.

Os EUA passam assim à frente da China em número de casos confirmados (cerca de 80 mil). Resta saber se a estratégia da Administração americana acabará por resultar também num maior registo de mortes por causa do novo coronavírus. Na China, foram mais de 3 mil. Estarão os EUA ainda a tempo de evitar uma mortalidade ainda maior?

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Vendas de carros descem 71,6% em maio

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

PIB pode registar quebra entre 9% a 15% em 2020

Lisboa, 25/05/2016 - Aspecto do Palco Mundo, durante uma reportagem do Diário de Notícias sobre o que acontece nos dias em que no Festival Rock in Rio não há concertos.

( Gustavo Bom / Global Imagens )

APSTE: Setor dos eventos com prejuízos de 20 milhões no segundo trimestre

EUA já são o país com mais casos de coronavírus