brinquedos

Europa puxa pelas vendas da dona da Barbie

Exposição comemorativa dos 50 anos da Barbie, no Museu Nacional do Traje. (António Henriques/Global Imagens)
Exposição comemorativa dos 50 anos da Barbie, no Museu Nacional do Traje. (António Henriques/Global Imagens)

Vendas de brinquedos da Mattel registaram crescimentos consideráveis neste terceiro trimestre.

Quem disse que os miúdos já não sabem brincar? Bonecas, carrinhos, figuras de ação, conjuntos de construção e jogos de tabuleiro ajudaram, neste terceiro trimestre, as vendas da Mattel a conseguir o “maior índice de crescimento entre as cinco maiores da Europa”.

Com uma receita bruta de vendas de 1,5 mil milhões de euros a nível mundial, mais 3% relativamente ao mesmo período do ano passado, a empresa registou resultados particularmente positivos na região EMEA, onde o aumento nas vendas chegou a 15%, depois de ter recuado 8% no mesmo trimestre do ano passado.

“O excelente resultado foi impulsionado sobretudo pelos principais territórios europeus (Reino Unido, Alemanha, França e Espanha) e pelo desempenho melhorado de outros mercados da região EMEA”, justifica a empresa de brinquedos que detém marcas mundialmente conhecidas como a Barbie, a Fisher-Price ou a Hot Wheels e que, aos 74 anos de vida, vende os seus produtos em mais de 150 países.

“Não obstante o panorama do retalho no contexto europeu, estamos a ganhar quota de mercado através de parcerias de sucesso, uma vez que continuamos a trabalhar em estreita colaboração com clientes e retalhistas no sentido de construir soluções estratégicas de longo prazo, melhorando as potencialidades das soluções omnicanal e apresentando, em simultâneo, programas de marketing 360”, explicou em comunicado Sanjay Luthra, diretor-geral da Mattel para a região EMEA.

As vendas brutas globais da boneca mundialmente famosa aumentaram 10% (12% em moeda constante), pondo-a a crescer a dois dígitos em toda a região da Europa, África e Médio Oriente e o dobro da velocidade da categoria em que está incluída (na totalidade, a venda de bonecas, que conta com a recente adição da primeira marca inclusiva de género, Creatable World, subiu 5%)

Ainda de acordo com o comunicado aos mercados, a Hot Wheels subiu cerca de 25% (27% em moeda constante), “o que reflete um crescimento assinalável de dois dígitos em diversos mercados europeus, fruto do forte lançamento da Monster Trucks na região”, destacando-se ainda a evolução de outras categorias como as figuras de ação, os conjuntos de construção e jogos (+12%).

Resultados que, para Sanjay Luthra, são bem representativos da evolução positiva do “plano de transformação para a região EMEA, bem como do papel desempenhado na recuperação global da Mattel”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Europa puxa pelas vendas da dona da Barbie