Economia

Excedente da balança comercial da zona euro desceu em 2018

exportacoes

Apesar da descida, a zona euro conseguiu apresentar um excedente comercial de 193,4 mil milhões de euros.

A zona euro registou um excedente de 193,4 mil milhões de euros na balança do comércio externo de bens em 2018, abaixo do de 240,8 mil milhões de euros atingido no ano anterior, divulgou hoje o Eurostat.

No acumulado de 2018, as exportações da zona euro para o resto do mundo chegaram aos 2.277,6 mil milhões de euros, uma subida de 3,7% face a 2017, e as importações fixaram-se nos 2.084,2 mil milhões de euros, mais 6,6% do que em 2017, com um saldo positivo de 193,4 mil milhões de euros.

Já na União Europeia (UE), o saldo da balança comercial externa de bens registou um défice de 24,6 mil milhões de euros, depois de ter tido, em 2017, um excedente de 22,1 mil milhões de euros.

As exportações de bens da UE para países externos estabeleceram-se nos 1.955,7 mil milhões de euros (uma subida de 4,1% face ao ano anterior) e as importações nos 1.980,4 mil milhões de euros (mais 6,6%).

Em janeiro, segundo o gabinete estatístico europeu, a zona euro registou um excedente de 1,5 mil milhões de euros, acima do de 3,1 mil milhões de euros homólogos.

As exportações de bens da zona euro para o resto do mundo aumentaram, em janeiro, 2,5% para os 183,4 mil milhões de euros e as importações 3,4% para os 181,8 mil milhões de euros, face ao mesmo mês de 2018.

Já a balança comercial externa da UE viu o seu défice aumentar para os 24,9 mil milhões de euros, face aos 21,4 mil milhões de euros de janeiro de 2018.

As exportações da UE para o resto do mundo aceleraram 2,1% em termos homólogos para os 153,6 mil milhões de euros em janeiro e as importações aumentaram 3,9% para os 178,5 mil milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Motoristas de matérias perigosas em greve concentrados na Companhia Logística de Combustiveis - CLC.
Fotografia: Paulo Spranger / Global Imagens

Combustíveis. Sindicato conseguiu mais 200 sócios com greve

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Excedente da balança comercial da zona euro desceu em 2018