Agricultura

Exportações de frutas e legumes a crescer. Mil milhões de euros até agosto

Frutas e Legumes

Espanha já representa cerca de 30% das exportações de frutas, legumes e flores nacionais. Vendas para este mercado subiram 6% até agosto.

As exportações de frutas, legumes e flores cresceram mais de 9% até agosto, tendo superado os mil milhões de euros no acumulado do ano. Em 2018, as vendas para os mercados externos atingiram os 1500 milhões de euros. Até 2020 a Portugal Fresh quer exportar 2 mil milhões de euros de frutas, legumes e flores nacionais.

“Os resultados das exportações dos primeiros nove meses do ano vão ao encontro do que tem sido o crescimento médio registado entre 2010 e 2017, de 9%, coincidente com o que registámos agora, entre janeiro e agosto de 2019. Acreditamos que este crescimento é para continuar”, destaca, Gonçalo Santos Andrade, presidente executivo da Portugal Fresh, em nota de imprensa. O anúncio foi feito em Madrid durante a Fruit Attracion, uma das principais feiras empresariais do setor, que decorre até quinta-feira.

Na feira de Madrid, no stand da Portugal Fresh (com 600 metros quadrados) estão representadas 46 empresas e organizações de produtores, o maior número de sempre, para dar a conhecer a potenciais compradores internacionais as frutas e legumes nacionais.

“É muito importante que Portugal seja reconhecido como uma geografia de referência na produção de frutas e legumes. Tem, a nível europeu, algo de único: a qualidade que o Atlântico nos garante e a possibilidade de produzir mais semanas por ano, em comparação com o resto dos países da latitude sul da Europa”, reforça Gonçalo Santos Andrade, citado em nota de imprensa.

Espanha é, de resto, o principal destino de exportações destes produtos nacionais, tendo até agosto as exportações subido 6%, para 283 milhões, valor que representa 28% dos 1.015.202,498 euros exportados nos primeiros oito meses do ano, segundo dados do INE.

Com 137 milhões, França é o segundo maior mercado de exportações, com um peso de 13,5% no volume total, seguido da Holanda com 108 milhões, Reino Unido com 96 milhões e Alemanha com 77 milhões.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Exportações de frutas e legumes a crescer. Mil milhões de euros até agosto