Comércio Externo

Exportações e importações em ritmo acelerado

O aumento das exportações foi alavancado pelos países da União Europeia. Fotografia: D.R.
O aumento das exportações foi alavancado pelos países da União Europeia. Fotografia: D.R.

Em outubro, o défice da balança comercial atingiu os 1593 milhões de euros

As exportações e importações aceleraram em outubro. Segundo os dados da Instituto Nacional de Estatística, as exportações cresceram 5,9% em outubro quando comparado com o mesmo mês do ano passado e 1% se comparado com setembro de 2018. As importações aumentaram 5,3% no mês em análise face a igual período do ano transato e mais 0,4% que em setembro.

O INE aponta o aumento no comércio Intra-UE como o motor deste crescimento (mais 10,2%), já que as exportações fora da União Europeia diminuíram 6,1%. O mesmo sucedeu com as importações, cujo aumento foi influenciado pelo comércio entre Estados da UE, registando-se um incremento de 7,2% face a outubro de 2017.

Este resultado pode estar influenciado por efeitos de calendário, isto é, por mais dias úteis, diz o INE.

Sem combustíveis e lubrificantes, as exportações cresceram 8,5% em outubro face ao mês homólogo e as importações 7,6%. Comparado com setembro de 2018, as vendas ao exterior aumentaram 16,2% e as compras 3,1%.

Já no trimestre terminado em outubro, as exportações tiveram um incremento de 3,1% face ao mesmo período do ano anterior. Por sua vez, as importações aumentaram 4,5%.

O défice da balança comercial agravou-se em 54 milhões de euros em outubro face ao homólogo do ano passado, atingindo os 1593 milhões de euros. Excluindo combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 1100 milhões, mais 39 milhões que no mesmo período de 2017.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Portugal é campeão na venda de carros elétricos, mas falta rede de carregamento

(REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Portugal é campeão na venda de carros elétricos, mas falta rede de carregamento

Aptoide | Paulo Trezentos | Álvaro Pinto

Portuguesa Aptoide já negoceia com Huawei para ser alternativa à Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Exportações e importações em ritmo acelerado