Saúde

Exportações em saúde aumentam 7,5% até junho para quase 700 milhões de euros

O CEO da José de Mello Saúde, Salvador de Mello.
Fotografia: Diana Quintela / 
Global Imagens
O CEO da José de Mello Saúde, Salvador de Mello. Fotografia: Diana Quintela / Global Imagens

Exportações em saúde atingiram os 694 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, um crescimento de 7,51%.

As exportações em saúde atingiram os 694 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, um crescimento de 7,51% em relação ao mesmo período do ano passado, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística e avançados em comunicado pelo Health Cluster Portugal – Polo de Competitividade da Saúde (HCP).

“Estes números reforçam a importância do setor da saúde em Portugal, que representa um volume de negócios anual na ordem dos 30 mil milhões de euros e um valor acrescentado bruto de cerca de 9 mil milhões, envolvendo perto de 90 mil empresas e empregando quase 300 mil pessoas”, explica a HCP.

Salvador de Mello, líder da HCP e presidente do grupo José de Mello Saúde, considera que estes números «confirmam a importância e o potencial do setor na economia nacional e reforçam os objetivos definidos no pacto de competitividade e internacionalização. Enquanto polo agregador na área da saúde, o HCP congratula-se com esta evolução».

Este pacto foi assinado em março entre o Ministério da Economia e o HCP e definiu como objetivos estratégicos para o setor ultrapssar, até 20125, os 2,5 mil milhões de euros de exportações em saúde e triplicar o valor dos ensaios clínicos realizados em Portugal, de 50 para 150 milhões de euros, e o número de doutorados a trabalhar em empresas da Saúde, passando de 250 para 750.

A HCP é uma associação privada sem fins lucrativos que reúne mais de 170 associados, incluindo instituições de I&D, universidades, hospitais, organizações da sociedade civil, e empresas das áreas da farmacêutica, biotecnologia, tecnologias médicas e serviços, e afirma ter como missão “tornar Portugal num player competitivo na investigação, conceção, desenvolvimento, fabrico e comercialização de produtos e serviços associados à Saúde, em nichos de mercado e de tecnologia selecionados, tendo como alvo os mais exigentes e mais relevantes mercados internacionais, num quadro de reconhecimento da excelência, do seu nível tecnológico, e das suas competências e capacidades no domínio da inovação”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A Poveira, conserveira. Fotografia: Rui Oliveira / Global Imagens

Procura de bens essenciais dispara e fábricas reforçam produção ao limite

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

Quase 32 mil empresas recorrem ao lay-off. 552 mil trabalhadores em casa

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

266 mortos e 10 524 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Exportações em saúde aumentam 7,5% até junho para quase 700 milhões de euros