media

Facebook admite pagar a meios de comunicação pela utilização de notícias

DOJ pede que o Facebook interrompa os planos de criptografia de ponta a ponta

A medida surge após anos de contestação por parte das empresas de comunicação social.

O Facebook está a negociar com grupos de comunicação social o direito de publicar os seus conteúdos jornalísticos, oferecendo em troca um pagamento anual de “milhões de dólares”, revelou hoje o Wall Street Journal.

A medida surge após anos de contestação por parte das empresas de comunicação social, confrontadas com a publicação dos seus conteúdos na rede social sem compensação financeira, situação agravada pela maneira como o Facebook tem captado as receitas de publicidade tradicionais dos “media”.

O Wall Street Journal relata hoje que representantes do Facebook disseram aos grupos de comunicação que a rede social está disposta a pagar até três milhões de dólares (2,6 milhões de euros) por ano pelo direito de usar peças jornalísticas, notícias de última hora e outro material.

Não está claro ainda se esses três milhões de dólares serão para cada grupo ou se a verba será para repartir entre todos. Para já terão sido abordados o Wall Street, Washington Post e a cadeia de televisão ABC.

O Facebook recusou-se a comentar estas informações, mas o CEO Mark Zuckerberg reconheceu, em abril, que a rede social tem a intenção de passar a oferecer aos utilizadores uma coluna de notícias.

Uma fonte que preferiu não se identificar admitiu que o Facebook abordou a News Corp, “publisher” do Wall Sreet com uma proposta de pagamento pela utilização de conteúdos do jornal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Economia portuguesa afunda 16,3% entre abril e junho

Visitantes na Festa do Avante.

Avante!: PCP reduz lotação a um terço, só vão entrar até 33 mil pessoas por dia

covid 19 portugal casos coronavirus DGS

Mais 235 infetados e duas mortes por covid-19 em Portugal. Números baixam

Facebook admite pagar a meios de comunicação pela utilização de notícias