joalharia

Fatimas. Joias criadas à medida do seu perfil comportamental

Fátima Sendim fotografada no seu atelier, em Vila Nova de Famalicão, onde cria, artesanalmente, cada peça da sua marca Fatimas Jewelry
(Miguel Pereira/Global Imagens)
Fátima Sendim fotografada no seu atelier, em Vila Nova de Famalicão, onde cria, artesanalmente, cada peça da sua marca Fatimas Jewelry (Miguel Pereira/Global Imagens)

Cada peça é integralmente trabalhada à mão por Fátima Sendim. Em 2020, a aposta é internacionalizar.

Fátima Sendim já fez de tudo um pouco na vida, mas o que gosta mesmo é de ensinar e, por isso, nos últimos anos, tem-se dedicado à formação na área do coaching executivo. Foi essa experiência que trouxe para a sua mais recente aposta, a da joalharia, criando peças exclusivas e personalizadas à medida do perfil comportamental de cada cliente.

Porque todas as mulheres são diferentes, e se se vestem de forma diferente e se expressam e socializam de forma distinta, também as joias que usam têm de ser únicas e especiais, à medida da sua personalidade. Igual em todas só a matéria-prima de base, a prata e o trabalho de pormenor, totalmente artesanal, dedicado a cada peça, que comercializa sob a marca Fatimas. Um nome que resulta da junção do “S” de Sendim ao seu nome próprio, e que é, também, a forma de homenagear as mulheres e de preparar terreno para uma futura internacionalização.

Mas como funciona então isso de analisar o perfil comportamental das clientes? Saiba, antes de mais, que são quatro os traços básicos do comportamento – dominância, influência, estabilidade e complacência – e que o predomínio de um sobre os outros diz muito do que somos.

“Não foi nada premeditado. Ando com as joias que faço e comecei a perceber que as pessoas se interessavam por peças distintas consoante o seu perfil comportamental. As mais analíticas, dos dados e dos factos, querem peças mais pequenas, enquanto alguém do perfil I, com grande potencial de comunicação e capacidade para influenciar os outros, gosta de dar mais nas vistas e ser mais exuberante. E dei por mim a procurar peças de acordo com os vários perfis”, explica Fátima Sendim. Que adora “conhecer novos povos e novas culturas” e aproveita as viagens que faz para procurar pedras raras.

As peças, que desenvolve à medida da cliente – embora disponha, sempre, de algumas “em carteira” -, são criadas nos seus tempos livres, já que mantém o coaching executivo como a sua atividade primordial. Os preços podem variar dos 25 a 30 euros, de um pendente ou de um par de brincos mais minimalistas, aos mil euros de alguns colares mais elaborados. Podem ser comprados na sua loja online, que abriu no fim do verão, e na boutique PTchior, em Barcelos. Fátima Sendim gostaria de encontrar um ponto de venda em Lisboa e no Porto, mas não muito mais do que isso. “Isto é um produto de nicho e que queremos trabalhar com muito amor”, diz.

A maior parte das vendas ocorre por “passa-a-palavra”, de amigos que falam a amigos, mas as joias Fatimas já chegaram a Espanha e ao Brasil. E em 2020 o objetivo é marcar presença numa feira, eventualmente, em Espanha, para testar o mercado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Fatimas. Joias criadas à medida do seu perfil comportamental