fatura da sorte

Fatura da sorte: em vez do Audi, fisco vai oferecer certificados

Fatura da sorte tem primeira edição extra

O governo aprovou hoje o novo prémio do concurso "Fatura da sorte": em vez de carros, o fisco vai oferecer certificados a quem pede fatura.

Os certificados do tesouro poupança mais (CTPM) vão passar a ser o prémio a atribuir aos contribuintes que pedem fatura com NIF e entram no concurso “Fatura da sorte”.

A mudança apenas vai acontecer a partir de abril, mês em que termina a atual série anual do concurso, em que são oferecidos Audi A4. “Reconhecendo-se o contributo do mecanismo do sorteio para uma maior cumprimento dos deveres de emissão de fatura, foi contudo entendido que a natureza do prémio até agora utilizado – um veículo automóvel – não era a mais adequada”, refere o comunicado do Conselho de Ministros.

A mudança para os títulos de dívida pública destinados à poupança dos particulares simplifica os procedimentos do concurso e, diz o governo, têm ainda a vantagem de estimular o aforro das famílias. Esta solução, permite ainda, manter a promoção da “cidadania fiscal no combate à economia informal”.

O Dinheiro Vivo já tinha antecipado que o atual governo pretendia manter o concurso “Fatura da sorte”, mas que estava a equacionar se o prémio (um carro de gama elevada) seria o mais adequado.

O “Fatura da sorte” foi lançado em 2014, premiando os contribuintes que pedem fatura com NIF com um carro que é sorteado todas as semanas. Duas vezes por ano (em junho e dezembro) há lugar a um sorteio extraordinário em que, de uma vez, são entregues três carros da gama Audi A6 – já que esta marca foi a que ganhou os dois concursos que visaram selecionar o fornecedor do prémio.

 

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E) e o Ministro das Finanças, Mário Centeno (D) no debate na generalidade do OE2020 (Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP).

Finanças confirmam encaixe de 30 milhões com aumentos da função pública

Lisboa, 01/10/2013 - Decorreu esta tarde na Fundação Champallimaud a Assembleia Geral da Zon Optimus 
Isabel dos Santos, accionista da Zon Optimus e Mário Silva, Zopt
(Diana Quintela/Global Imagens)

Administradores da NOS envolvidos no Luanda Leaks renunciam

Tchizé dos Santos,filha do ex-presidente da República angolano. (JOÃO RELVAS/LUSA)

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

Fatura da sorte: em vez do Audi, fisco vai oferecer certificados