Água

Faturas da água passam a indicar litros consumidos a partir de janeiro

Fotografia: direitos reservados
Fotografia: direitos reservados

O objetivo da alteração é consciencializar os clientes para um uso responsável.

Quatro empresas do grupo Águas de Portugal vão disponibilizar a partir de janeiro faturas com informação detalhada sobre os litros consumidos, com o objetivo de consciencializar os clientes para um uso responsável, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Empresa Pública de Águas Livres (EPAL) informa que a indicação dos litros consumidos estará disponível nas faturas da EPAL, Águas do Norte, Águas da Região de Aveiro e Águas de Santo André.

Esta alteração “não terá qualquer impacto no valor da fatura”, garante a empresa.

Segundo a EPAL, a informação será “mais fácil de entender”, podendo o cliente verificar regularmente se o consumo de litros de água em casa está a aumentar ou a diminuir.

“Esta nova forma de apresentar os valores em litros pretende tornar mais claro para o consumidor qual foi o seu consumo, de modo a que tenha assim uma consciência mais precisa de quanto pode poupar e, desta forma, contribuir para um uso responsável deste bem cada vez mais precioso”, lê-se no comunicado.

O número de litros consumidos irá aparecer na fatura do cliente depois da leitura calendarizada pelas empresas ou da leitura dada pelo consumidor.

Em paralelo, as empresas vão ainda lançar uma campanha de informação e sensibilização para “promover a poupança do consumo da água”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Governo ganha 128 milhões de euros em receita com aumentos da função pública

Autoridade para as Condições do Trabalho

Inspetores do Estado contra “140 anos para chegar ao topo da carreira”

António Mexia, presidente executivo da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Chineses da EDP não abdicam de desblindar estatutos. OPA quase morta

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Faturas da água passam a indicar litros consumidos a partir de janeiro