Política Monetária

Fed não prevê a subida de juros este ano

Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts
Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts

O banco central norte-americano não mexeu nas taxas de juro e reviu em baixa as previsões de crescimento para a maior economia do mundo.

A Reserva Federal dos Estados Unidos decidiu manter os juros no atual intervalo, entre 2,25 e 2,5%. Em comunicado, o Comité Federal do Mercado Aberto (FOMC, na sigla inglesa) afirmou que será ponderado na determinação de ajustamentos futuros à taxa dos fundos federais, escreve o Cinco Días.

Esta é uma decisão que já era esperada pelo mercado, uma vez que os investidores estavam a aguardar para conhecer o cenário macroeconómico para o resto do ano.

Em dezembro do ano passado, a Fed reviu em baixa o preço do dinheiro. O enfraquecimento da economia no último trimestre de 2018 levou o banco central a descartar novas subidas dos juros ao longo deste ano. Sendo assim, é para já expectável que uma nova mudança na política monetária aconteça apenas a partir do próximo ano.

Esta quarta-feira, a Fed reviu em baixa as previsões de crescimento do PIB norte-americano para 2019 para 2,1%. A autoridade monetária assumiu que apesar de o mercado laboral se manter forte, “o crescimento da atividade económica desacelerou” no último trimestre.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Fed não prevê a subida de juros este ano