feriados

Feriados encostados ao fim de semana? O debate vai regressar

Os portugueses preparam-se para gozar amanhã o primeiro dos quatro feriados eliminado em 2012. O governo vê vantagens em "colá-los" ao fim de semana.

Os feriados devem gozar-se no dia em que calham ou devem ser encostados ao fim de semana? a questão não é nova, não tem respostas unânimes, mas voltou hoje à ordem do dia depois de o ministro Vieira da Silva ter admitido que este debate deve ser feito e abordado pelos parceiros sociais.

“Não tenho nenhuma resposta definitiva, porque há vários fatores a considerar”, acentuou o ministro do Trabalho, em declarações à TSF. Vieira da Silva, admitiu ainda que “esse aspeto tem de ser discutido, obviamente, com os parceiros sociais e, a poder avançar-se nesse caminho, a decisão de o fazer ou não deve ser muito deixada à negociação coletiva, porque essa solução pode ser muito interessante para alguns setores e menos interessante para outros”.

A ideia merece à partida a rejeição da CGTP, mas é bem recebida pelas confederações patronais. O tema deverá acabar por centrar atenções na reunião da Concertação Social que reúne esta quarta-feira.

Amanhã celebra-se o primeiro dos quatro feriados eliminados em 2012 e que foram repostos este ano. Os restantes serão comemorados a 5 de outubro, 1 de novembro e 1 de dezembro.

Em comunicado hoje emitido, a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – CGTP afirma que a reposição dos feriados já este ano “é o resultado prático da luta desenvolvida pelos trabalhadores e trabalhadoras nos últimos anos” e “vem demonstrar que os compromissos eleitorais podem e devem ser cumpridos”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

Lisboa, 16/07/2019 - Decorreu hoje parte de uma reportagem sobre, empregos criados pelas empresas de partilha de veículos em Portugal..
Acompanhamos a recolha, carregamento e reparação das trotinetes partilhadas da Circ.

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Partilha de veículos dá emprego a mais de 500 pessoas

António Mexia, CEO da EDP. Fotografia: REUTERS/Pedro Nunes

Saída de clientes da EDP já supera as entradas

Outros conteúdos GMG
Feriados encostados ao fim de semana? O debate vai regressar