debate

Fidelidade. “A aquisição é uma forma de fazer também investimento a seguir”

A carregar player...

Veja aqui o vídeo da intervenção de Jorge Magalhães Correia , CEO da Fidelidade, na conferência Road to China.

O investimento direto chinês em Portugal tem sido canalizado sobretudo para a compra de participações em empresas portuguesas, mas para Jorge Magalhães Correia, presidente da Fidelidade, tal não significa um menor investimento no país e nos negócios adquiridos”.

“A aquisição é uma forma de fazer também investimento a seguir”, defendeu, lembrando a compra da Luz Saúde logo após meio ano sobre a entrada do grupo Fosun.

Magalhães Correia afirmou também que o investidor chinês “usa as empresas nacionais como plataformas de crescimento noutras geografias”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
Fidelidade. “A aquisição é uma forma de fazer também investimento a seguir”