Turismo

Filmes rodados em Portugal já chegam ao Festival de Cannes

Ana Mendes Godinho com a equipa do filme alemão 'Saint Louis' que iniciou rodagens no país, este mês. (Foto: DR)
Ana Mendes Godinho com a equipa do filme alemão 'Saint Louis' que iniciou rodagens no país, este mês. (Foto: DR)

Já há 26 projetos com o país como cenário. Turismo e Cultura vão promover Portugal como destino de filmagens no festival que arranca no dia 14.

Depois de campanhas de promoção em Bollywood e em Hollywood, o governo aposta agora para o Festival de Cannes, para tentar atrair as filmagens de produções internacionais para Portugal. O cenário já está montado. Uma equipa do Ministério da Cultura e da Secretaria de Estado do Turismo vai estar no próximo sábado no festival de cinema da Riviera francesa, que tem na seleção oficial duas produções filmadas em Portugal. Mais de 36 milhões de euros já foram atribuídos pelo programa de incentivo à produção cinematográfica e audiovisual.

“Estaremos no Festival de Cannes, onde no dia 18 de maio vamos ter um evento dedicado a Portugal em que vai ser feita uma apresentação do nosso país como destino de filmagens e na qual falarão produtores estrangeiros sobre a sua experiência de filmar em Portugal, recorrendo ao programa de captação”, adianta Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo.

A ação de promoção no conhecido festival de cinema surge num momento em que a produção made in Portugal colocou dois filmes na Seleção Oficial do Festival de Cannes. “Há dois projetos filmados em Portugal que recorreram ao cash rebate: Liberté, de Albert Serra, e Franquie, de Ira Sachs, com Isabelle Huppert no papel principal.” Duas das produções ligadas ao programa de apoio à produção de filmes ou séries em Portugal, uma forma de também dar a conhecer ao público internacional o país como destino turístico e com isso impulsionar o número de visitas ao país: só ano passado, Portugal recebeu novo recorde de 12 762 532 turistas estrangeiros. Até fevereiro, chegaram mais 2,605 milhões de visitantes, valor acima dos 2,317 milhões registados nos primeiros dois meses do ano passado.

Investimento: 36,6 milhões
Desde outubro de 2018, altura em que foi criado, o Fundo de Apoio ao Turismo, Cinema e Audiovisual já recebeu 38 candidaturas ao abrigo do programa de incentivo à produção cinematográfica e audiovisual. “Neste momento, já foram aprovadas 26 candidaturas, com um investimento global de 36,6 milhões de euros em Portugal”, revela a secretária de Estado do Turismo.

Um apoio a um conjunto muito abrangente de projetos. “Não só a nível de formatos (cinema, séries de televisão e telefilmes) como também do tipo de trabalho realizado em Portugal (filmagens e pós-produção) e sobretudo dos mercados alcançados, já que se destinam a ser distribuídos e difundidos em países como Alemanha, Itália, Estados Unidos, França ou Índia”, descreve.

A pós-produção de Hellboy, blockbuster dos estúdios Lionsgate, realizado por Neil Marshall com David Harbour da série Stranger Things do Netflix, foi feita em Portugal, por exemplo.

Mas não só. Bollywood, a meca da indústria cinematográfica indiana, também escolheu o país como cenário para filmar a comédia romântica Manmadhudu 2. Também atores conhecidos de Hollywood irão protagonizar películas filmadas no mercado nacional. É o caso de Nicolas Cage, protagonista de Color out of Space (da SpectreVision), ou de Harvey Keitel, que, com a brasileira Sónia Braga, filmou no país uma película sobre Fátima. Já neste mês, iniciou rodagens o filme alemão Saint Louis, contando a história do navio que em 1939 transportou judeus pelo mundo em busca de um porto para atracar.

Location: Portugal
Para atrair mais este tipo de projetos, o governo têm vindo a desenvolver um conjunto de ações de promoção do país como location para produções internacionais. Promoveram visitas de produtores da Warner Bros, Paramount, Disney e HBO, entre outros grandes estúdios norte-americanos, ao país, para conhecer eventuais futuros cenários de produção.

O Ministério da Cultura e a Secretaria de Estado do Turismo estiveram presentes, por exemplo, em Cannes, em Berlim, no American Film Market (em Santa Monica), no Focus (um dos mais importantes eventos de locations, realizados em Londres).

“Em todos estes mercados de-senvolvemos ações de divulgação junto dos produtores e media estrangeiros e também a promoção de momentos de networking com os produtores nacionais”, descreve Ana Mendes Godinho. Mas não só. “Estivemos em destaque num especial sobre o destino Portugal na revista Variety do American Film Market e estamos agora com novas campanhas de publicidade e de comunicação nos principais eventos internacionais.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Filmes rodados em Portugal já chegam ao Festival de Cannes