Fim das moratórias vai provocar descida nos preços das casas

O tempo médio de divulgação das casas está a aumentar nas principais cidades do país.

A consultora imobiliária Imovendo prevê que o mercado "vai registar uma crescente erosão do preços dos imóveis nos próximos 6 a 9 meses" devido ao fim das moratórias do crédito à habitação e ao consequente aumento da oferta.

Segundo avança em comunicado, a quebra nos preços vai verificar-se principalmente no segmento de apartamentos. A Imovendo sublinha mesmo que "já se sente" essa erosão.

Em janeiro, 64% dos municípios portugueses já evidenciavam uma estagnação ou arrefecimento no preço dos apartamentos, contra apenas 42% no segmento das moradias, revela.

Há apenas 3 meses, o peso dos municípios que já registavam algum tipo de evidência de desaceleração dos preços praticados nos apartamentos era de 58%, ao passo que nas moradias era de apenas 29%.

O tempo médio de divulgação dos imóveis está também a aumentar, sobretudo nos principais mercados imobiliários nacionais, como é o caso do distrito do Porto.

"O crescente peso dos municípios que apresenta sinais vermelhos em termos de evolução homóloga dos preços é um sinal de que a pressão para que os asking prices sejam revistos em baixa será cada vez maior, promovendo um círculo vicioso de sucessivos ajustamentos em baixa, que pemitirá que 2021 seja sinónimo de inversão do mercado e de novas oportunidades de investimento a preços mais competitivos", sustenta o CEO da imovendo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de