Impostos

Fisco está a recrutar e tem 120 vagas para ocupar

Férias no fisco
Férias no fisco

A Autoridade Tributária e Aduaneira abriu um concurso para a ocupação de 120 postos de trabalho. As candidaturas podem ser feitas até 5 de junho.

O concurso destina-se à ocupação de 120 postos de trabalho na categoria de técnico de administração tributária de Nível 1 e de técnico de administração tributária adjunto de grau 2, podendo o impresso de candidatura ser feito por via eletrónica.

Os interessados têm de ter pelo menos o 12º ano de escolaridade ou um grau equivalente e de possuir já um vínculo à administração pública, já que o concurso – que estará aberto até 5 de junho – é interno. Os candidatos que venham a ser selecionados para uma daquelas vagas irão trabalhar em serviços locais de finanças (no continente e nos Açores).

No relatório de atividades de 2017, a AT identificou a carência de recursos humanos como um dos seus pontos fracos, nomeadamente com habilitações específicas. O mesmo documento manifesta ainda preocupação com o envelhecimento dos trabalhadores e com as limitações de recrutamento externo de recursos humanos. No final de 2016, a AT tinha 10.996 funcionários mas havia a expectativa de poder reforçar este número ao longo deste ano.

O atual concurso vai ao encontro deste objetivo, mas o facto de se tratar de um recrutamento interno e limitado a quem já tem uma relação de emprego público por tempo indeterminado acaba por não não conseguir responder a todas as fragilidades identificadas.

Entre os funcionários da AT contam-se atualmente 2661 técnicos de administração tributária adjuntos, sendo esta a carreira mais numerosa, a seguir inspeção tributária (com 2723 pessoas).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Fisco está a recrutar e tem 120 vagas para ocupar