Previsões

Fitch prevê PIB Portugal cresce 1,6% em 2019

Fotografia: REUTERS/Reinhard Krause
Fotografia: REUTERS/Reinhard Krause

O outlook da Fitch para este ano surge depois de a Moody's apontar para um crescimento de 1,7%, abaixo dos 1,8% previstos pelo Banco de Portugal

O ambiente atual de taxas de juro baixas e o investimento estrangeiro no projeto de irrigação do Alqueva irão beneficiar a economia portuguesa em 2019, segundo a agência Fitch que, apesar de rever uma décima em alta o PIB para 1,6%, continua a ter uma das previsões mais pessimistas para a economia nacional.

O outlook da Fitch para este ano surge depois de a Moody’s apontar para um crescimento de 1,7%, em linha com as estimativas da Comissão Europeia, e abaixo dos 1,8% previstos pelo Banco de Portugal.

O PIB português cresceu 2,1% em 2018 e o Governo estimou, no Orçamento de Estado, que crescerá 2,2% em 2019.

A agência de rating sublinha que atual o ambiente de baixas taxas de juro vai impulsionar o consumo privado, bem como baixar os custos de dívida.

“O principal fator que sustenta a revisão em alta da nossa projeção de crescimento do PIB real em 2019 é uma mudança das nossas expectativas para a política monetária do Banco Central Europeu (BCE)”, disse a Fitch, numa nota.

Acrescentou que “o atraso esperado nos aumentos das taxas de juro ajudará a ancorar os custos da dívida do Governo português e do sector privado, ambos altamente alavancados, o que por sua vez apoiará o consumo interno”.

“Juros mais baixos durante mais tempo vão também ajudar a impulsionar o investimento, com a construção residencial a ser provavelmente o maior motor nos próximos trimestres”, depois de em 2018, o INE ter divulgado um aumento de 40,1% na aprovação de nova construção, acrescentou.

A Fitch salienta também o sector da agricultura, destacando o projeto de irrigação do Alqueva, concluído em 2015, e que agora abre portas ao investimento estrangeiro naquela região alentejana, dando azo a um aumento de exportações.

“Os investidores estrangeiros estão a despejar capital na produção de amêndoas em particular, e isso continuará a dar vantagens para o investimento global nos próximos anos”, disse.

Para 2020 a Fitch mantém uma estimativa de crescimento do PIB de 1,3%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

SaudiAramco

Petrolífera Aramco consegue maior entrada em bolsa da história

Outros conteúdos GMG
Fitch prevê PIB Portugal cresce 1,6% em 2019