Coronavírus

Fnac levanta lay-off sobre cerca de 1800 trabalhadores a 1 de junho

Direitos Reservados
Direitos Reservados

Cadeia aderiu em abril ao regime de lay-off simplificado, depois de encerradas as mais de 30 lojas físicas pelo país.

A Fnac levanta a partir de 1 de junho o lay-off a cerca de 1800 trabalhadores da cadeia de retalho especializado, adiantou fonte oficial ao Dinheiro Vivo. A decisão surge depois da cadeia ter feito a reabertura faseada das lojas após o encerramento decretado pelo Estado de Emergência.

“Durante o mês de maio, a Fnac reabriu gradualmente as suas lojas, com a garantia de ter criado todas as condições necessárias para um regresso em segurança, tanto para os nossos clientes como para os nossos colaboradores. Com as todas as medidas de segurança e higiene implementadas e com as lojas a operar em horário reduzido, estão reunidas as condições para que todos os colaboradores da Fnac regressem ao ativo já a partir de dia 1 de junho, terminado assim nessa data o período de lay-off iniciado a 1 de abril”, adianta fonte oficial da cadeia quando questionada pelo Dinheiro Vivo.

Em abril a cadeia entrou com um pedido de lay-off abrangendo 91% dos cerca de 1800 trabalhadores. Apenas 9%, ou seja, um total de 162 colaboradores, não foi objeto deste medida, para garantir o funcionamento do canal digital, o único que se manteve ativo depois do encerramento da rede de mais de 30 lojas pelo país.

“Daqui para a frente a adesão ao regime de layoff depende da evolução da nossa atividade, do mercado e
da atualização legislativa que entretanto se opere”, admite a mesma fonte oficial da cadeia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Fnac levanta lay-off sobre cerca de 1800 trabalhadores a 1 de junho