cooperação

França e Alemanha assinam ainda este mês um novo tratado de cooperação

REUTERS/Fabrizio Bensch
REUTERS/Fabrizio Bensch

O novo tratado de cooperação, Aix-la-Chapelle, será assinado a 22 de janeiro, para "reforçar os laços já estreitos", garantiu a presidência francesa.

Emmanuel Macron e Angela Merkel vão assinar um novo tratado de cooperação franco-alemã a 22 de janeiro, para “reforçar os laços já estreitos” entre os dois países, anunciou esta terça-feira a presidência francesa.

O tratado vai designar-se de Aix-la-Chapelle, segundo o Palácio do Eliseu, que evoca o encontro entre o Presidente francês e a chanceler alemã a 10 de maio passado naquela cidade alemã, em alemão Aachen, antiga sede do império de Carlos Magno.

Com ele, “os dois países procuram aprofundar os seus compromissos em favor da segurança e da prosperidade dos seus cidadãos no quadro de uma Europa mais soberana, unida e democrática”, lê-se num comunicado da presidência francesa.

O pacto cobrirá também aspetos de política externa, educação, cultura, clima e ambiente e cooperação da sociedade civil e terá por base o Tratado do Eliseu de 1963 assinado por Charles de Gaulle e Konrad Adenauer para marcar a reconciliação entre os dois países após a II Guerra Mundial.

Com o novo tratado, os dois maiores países da União Europeia (UE) querem “fazer face juntos aos desafios do século XXI”, explicou em Berlim o porta-voz da chanceler, Steffen Seibert.

“Projetos de cooperação, nomeadamente na defesa e no clima”, “cooperação transfronteiriça” e “convergência económica e social” estão entre os eixos abordados, segundo Paris.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, fala perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

Constâncio: Risco para a estabilidade no crédito a Berardo era “problema da CGD”

Outros conteúdos GMG
França e Alemanha assinam ainda este mês um novo tratado de cooperação