Juntas Médicas

Funcionários públicos vão ser convocados para juntas médicas por SMS

SMS

A CGA vai passar até ao final do primeiro trimestre a convocar por SMS os funcionários públicos que necessitam de ir a juntas médicas.

A Caixa Geral de Aposentações (CGA) vai passar até ao final do primeiro trimestre a convocar por SMS os funcionários públicos que necessitam de ir a juntas médicas.

Esta mudança na forma de realizar as convocatórias deverá ficar operacional até ao final do primeiro trimestre deste ano, segundo referiu Vasco Costa, diretor Central da CGA, e integra-se num processo de digitalização dos serviços desta Caixa.

Leia também: IRS: Declaração automática em 6 passos e reembolso em 15 dias

A medida permitirá agilizar e encurtar os tempos dos processos de verificação de incapacidade e, consequentemente, de atribuição das pensões por invalidez.

Outra das ferramentas integradas neste processo de digitalização é o novo simulador de pensões da CGA, que está disponível a partir de hoje para os funcionários públicos que entraram na administração pública até 31 de gosto de 1993.

O simulador será hoje apresentado oficialmente numa cerimónia que contará com a presença do ministro do Trabalho, da Solidariedade e Segurança social, Vieira da Silva, e da secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim.

Para se poder usar este simulador é necessário estar registado na CGA Direta. Vasco Costa precisou que atualmente há cerca de 250 mil registos, mas admite-se que a maior parte sejam de pensionistas, uma vez que este é um passo necessário para que possam aceder ao recibo da sua pensão.

Espera-se, por isso, que os pedidos de registo na CGA Direta aumentem nestas próximas semanas já que o universo de trabalhadores que, numa primeira fase, poderá usar o simulador para calcular o valor da sua pensão e o momento a partir do qual tem direito à pensão completa supera os 200 mil.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Motoristas de matérias perigosas em greve concentrados na Companhia Logística de Combustiveis - CLC.
Fotografia: Paulo Spranger / Global Imagens

Combustíveis. Sindicato conseguiu mais 200 sócios com greve

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Funcionários públicos vão ser convocados para juntas médicas por SMS