restauração

Português Belcanto sobe 33 posições e é 42º melhor restaurante do mundo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Restaurante lisboeta de José Avillez é o único português da lista dos melhores do mundo.

O restaurante Belcanto, de José Avillez, é um dos 50 melhores do mundo. Com duas estrelas Michelin, o restaurante lisboeta saltou do 75.º lugar para o 42.º (a lista inclui 120 restaurantes). O ranking é liderado pelo francês Mirazur, seguido pelo Noma na dinamarca e pelo espanhol Asador Etxebarri.

O anúncio foi feito na terça-feira, em Singapura, na gala do 50 Melhores Restaurantes do Mundo. O Belcanto é o único restaurante português na lista dos melhores do mundo.

Este ano, as regras mudaram, tornando esta lista “mais controversa do que nunca”, de acordo com a Time, já que os restaurantes que ocuparam os primeiros lugares nos últimos anos, deixaram de fazer parte do ranking, passando para um grupo chamado “Os Melhores dos Melhores”. De acordo com a organização, o objetivo das novas regras é “promover a humanidade, a inclusão e a oportunidade”, dando espaço para outros restaurantes brilharem.

Na escolha dos restaurantes, os votantes – desde chefs a gastrónomos de todo o mundo – devem ter em conta a diversidade de género e geográfica. Nos anos anteriores, a organização foi criando distinções como “Os Melhores restaurantes da América Latina” ou a “Melhor Mulher Chef“.

Lançada em 2002 pela revista britânica Restaurant, a lista World’s 50 Best Restaurants rapidamente se tornou numa das forças mais influentes da gastronomia moderna. Os restaurantes que ganham um lugar no ranking, frequentemente veem as suas reservas crescer, e aqueles que ocupam o top 10 podem contar com a curiosidade dos media. Número 1 em 2013 e 2015, o restaurante El Celler de Can Roca teve dois milhões de pedidos de reserva durante as 24 horas seguintes à cerimónia, conta o chef Joan Roca à Time.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

O sismo da Terceira de 1980
(Arquivo DN)

Risco de sismo é real. Seguradores querem fundo prioritário no próximo governo

João Galamba, Secretário de Estado da Energia 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

João Galamba: “Há diferença entre encontrar rendas excessivas e cortá-las”

Outros conteúdos GMG
Português Belcanto sobe 33 posições e é 42º melhor restaurante do mundo