Economia

Das 0 às 52 semanas. Conheça os vários períodos de licença parental na Europa

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Das 52 semanas no Reino Unido às 0 da Grécia, conheça os diferentes períodos de licença de partenidade e maternidade nos principais países europeus.

Foi publicado esta sexta-feira, o decreto-lei que prolonga a extensão da licença de paternidade em Espanha, noticia o jornal Expansión. Esta medida, que entra em vigor a partir de 1 de abril, vai permitir aos pais espanhóis dispor de mais três semanas, igualando assim os prazos de licença de paternidade praticados na Alemanha ou na Áustria (oito semanas para os pais e 16 para as mães).

A nível europeu, destaca-se o caso da Eslováquia, onde os pais podem usufruir de uma licença de 28 semanas e as mães 34. No entanto, a licença paternal pode ser ‘utilizada’ não apenas pelo pai mas também por qualquer encarregado de educação, desde que exista um acordo com a mãe.

Leia também: Subsídio parental: saiba o que muda em 2019

Uma tendência recente aponta para a igualdade da licença parental. É o caso da Noruega e da Suécia, onde as licenças são, respetivamente, de 15 e 12 semanas para ambos os progenitores.

Conheça na fotogaleria quais são os períodos de licença de parentalidade nos principais países europeus e como estes comparam com os de Portugal.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
16. Empregados de mesa

Oferta de emprego em alta no verão segura aumento de salários

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Marcelo aprova compra do SIRESP. Governo fica com “acrescidas responsabilidades”

draghi bce bancos juros taxas

BCE volta a Sintra para o último Fórum com Draghi na liderança

Outros conteúdos GMG
Das 0 às 52 semanas. Conheça os vários períodos de licença parental na Europa