Turismo

Estes são os destinos de verão mais procurados pelos portugueses

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

64% dos portugueses planeiam fazer férias na praia em 2019.

Os portugueses são os cidadãos da Europa que mais preferem passar férias na praia. A conclusão é da momondo, motor de busca de viagens, hotéis e carros de aluguer, que analisou os destinos mais pesquisados para as férias do verão de 2019.

“De acordo com o nosso estudo anual sobre os hábitos de viagem dos nossos utilizadores, 64% dos viajantes portugueses estão a planear férias na praia, um número superior à média dos viajantes à escala global, que é de 53%”, afirma Margarida Gameiro, porta-voz da momondo para o mercado português.

No topo da pesquisa estão as Maldivas, para umas férias paradisíacas. Mas para aqueles que optam por ficar por terras lusas, os destinos mais pesquisados foram Faro, Porto Santo, Armação de Pêra, Tavira e Praia do Carvoeiro.

Leia também: Preço-qualidade. Estes são os 10 melhores destinos para viajar este ano

“Observando os destinos internacionais mais pesquisados pelos portugueses através da momondo, percebemos que muitos estão determinados em fazer das Maldivas um destino de sonho que se torna realidade”, salienta Margarida Gameiro. “As pesquisas por voos para Malé cresceram 266% em relação ao verão de 2018”, acrescenta porta-voz. Os destinos que se seguem ficam um pouco mais perto. Clique na galeria e confira os destinos mais pesquisados pelos portugueses.

O inquérito do motor de busca revela ainda que 68% dos viajantes portugueses prefere ficar num hotel e que a principal prioridade é ter o pequeno-almoço incluído, seguindo-se o wi-fi grátis e as instalações do hotel. destinosde

De acordo com o estudo da momondo, 34% dos portugueses preferem gastar dinheiro em viagens. O inquérito mostra que 58% coloca dinheiro de parte para poder viajar regularmente.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Patrões e motoristas divididos por 50 euros

Motoristas em greve junto à saída da sede da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima, durante a greve por tempo indeterminado dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias, Azambuja, 16 de agosto de 2019. Portugal está, desde sábado e até às 23:59 de 21 de agosto, em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público. TIAGO PETINGA/LUSA

Greve dos motoristas: atenções voltadas para plenário de trabalhadores

Outros conteúdos GMG
Estes são os destinos de verão mais procurados pelos portugueses