Hotelaria

Estudo. Portugal com quase 40 novos hotéis em 2017

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A consultora Deloitte faz, no seu Atlas da Hotelaria, uma radiografia ao setor no país.

A 12ª edição do Atlas da Hotelaria, o estudo da consultora Deloitte sobre o setor deixa bem claro: ainda há margem no país para surgiram novos hotéis. Se no ano passado nasceram 81 empreendimentos turísticos, este ano espera-se que sejam criados mais 38 hotéis, maioritariamente de quatro e cinco estrelas.

No total, no ano passado, contabilizavam-se 1.945 unidades hoteleiras em Portugal, a maior parte delas no Algarve e no Norte (22% cada), seguidos da Região Centro (21%), Lisboa (15%), Alentejo (8%), Madeira (7%) e Açores (5%).

Veja aqui: Turismo. O preço dos hotéis também bateu recordes

Os hotéis continuam o tipo de alojamento predominante (73%) nos empreendimentos. Logo depois surgem os apartamentos turísticos (10%), os aparthotéis (7%), os aldeamentos (3%) e as pousadas (2%). As tipologias três (33%) e quatro (38%) estrelas são as que dominam o mercado nacional. Os menos representados são os hotéis de cinco estrelas (8%).

No total, todo o país viu as suas receitas hoteleiras a crescer no ano passado. Madeira e Lisboa são as regiões com maior taxa de ocupação, sendo que a capital do país superou até outras cidades europeias tal como Roma, Madrid e Paris. A Madeira é também a zona com a estadia média mais elevada.

O estudo da Deloitte indica ainda quais são os grupos hoteleiros com maior número de unidades de alojamento, que pode conhecer na galeria em cima.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dos blueprints  dos primeiros automóveis, ao topo dos carros elétricos atuais, de elon Musk, em homenagem, a Nikolas Tesla.
Ilustração: VITOR HIGGS

Automóvel. Em 20 anos do euro mudou tudo, menos a carga fiscal e o líder

A EDP, liderada por António Mexia, vai pagar o maior cheque de dividendos da bolsa nacional.

PSI20. Menos lucros mas o mesmo prémio aos acionistas

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços.
(Jorge Amaral/Global Imagens)

Vieira Lopes: “Metas do governo são realistas mas é preciso investimento”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Estudo. Portugal com quase 40 novos hotéis em 2017