eSports

Ganham milhões ao computador e agora querem o ouro nos Jogos Olímpicos

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O eSports pode ser a próxima modalidade entre os desportos olímpicos.

O Comité Olímpico Internacional está a considerar a hipótese de juntar os eSports à lista de desportos olímpicos, noticia a GOBankingRates.

O organizador dos Jogos Olímpicos vai reunir-se este mês na Suíça com Associação Global de Federações Internacionais de Desportos num fórum para discutir a “plataforma de envolvimento entre os eSports e o Movimento Olímpico”, segundo um comunicado do Comité.

O responsável pela adesão de novos desportos aos Jogos Olímpicos pretende explorar o potencial de uma relação com a indústria de gaming. Com uma audiência de 324,29 milhões de pessoas, o valor estimado da indústria é de 772,83 milhões de euros. As previsões apontam para que este valor suba até 2020 para os 1,19 mil milhões de euros.

Os gamers mais conhecidos ganham milhões em torneios e em patrocínios. Para além dos prémios monetários, talvez também competirão por uma medalha olímpica num futuro próximo.

Conheça na fotogaleria quem são os cinco gamers mais bem pagos do mundo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, da Administração e do Emprego Público, Maria de Fátima Fonseca (E), dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (2-E), do Orçamento, João Leão (2-D), e do Tesouro, Álvaro Novo (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Conheça as principais medidas do Orçamento do Estado para 2019

O ministro das Finanças, Mário Centeno (C), acompanhado pelos secretários de Estado, dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes (E), do Orçamento, João Leão (2-D), e o Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix (D), fala durante conferência de imprensa sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), realizada no Salão Nobre do Ministério das Finanças, em Lisboa, 16 de outubro de 2018. Na proposta de OE2019, o Governo estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,2% no próximo ano, uma taxa de desemprego de 6,3% e uma redução da dívida pública para 118,5% do PIB. No documento, o executivo mantém a estimativa de défice orçamental de 0,2% do PIB no próximo ano e de 0,7% do PIB este ano. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Dos partidos aos sindicatos, passando pelo PR, as reações ao OE 2019

Outros conteúdos GMG
Ganham milhões ao computador e agora querem o ouro nos Jogos Olímpicos