Impostos

IRS: Todas as datas que deve ter em conta

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Há várias datas e procedimentos a ter em conta para que tudo corra bem com a declaração do IRS. E nem tudo depende dos contribuintes/consumidores.

A entrega do IRS centra as atenções dos contribuintes durante dois meses, mas o processo não começa nem acaba em abril e maio. Para que tudo corra bem, e a autoridade Tributária e Aduaneira receba toda a informação que é relevante para o apuramento dos rendimentos, despesas e (finalmente) o valor do imposto, há várias datas que têm de ser observadas e muitas não dependente do contribuinte, mas das empresas.

E que datas devo ter em conta no IRS? São várias, mas as mais relevantes são 31 de janeiro (prazo para muitas entidades fazerem chegar ao fisco informação relevante para vida fiscal dos contribuintes); 15 de fevereiro (data limite para registar e validar as faturas do ano anterior); 15 de março (tempo para reclamar, se entender que as deduções estão mal calculadas); 1 de abril a 31 de maio (prazo para a entrega da declaração do IRS); ou 31 de agosto (limite para o fisco emitir o cheque do reembolso ou para os contribuintes pagarem o IRS, se for caso disso).

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

IRS: Todas as datas que deve ter em conta