Ranking

Os países com melhores condições para atrair ‘cérebros’

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Portugal ocupa o 29.º lugar no índice que avalia as nações com mais ferramentas para 'seduzir' e potenciar talentos estrangeiros.

Já são conhecidas as estimativas para 2018 do Índice Global de Competitividade de Talentos (GTCI, na sigla inglesa), que todos os anos elabora uma lista com os países mais aptos para atrair, desenvolver e reter talento estrangeiro.

Em conjunto com o Instituto Europeu de Administração de Empresas (INSEAD, na sigla francesa), o grupo Adecco e a Tata Communications, o GTCI avalia as nações mais atrativas para os cérebros de todo o mundo, com base em seis critérios: condições do mercado de trabalho, recetividade ao talento estrangeiro, margem de crescimento profissional, qualidade de vida, skills técnicos e sociais dos trabalhadores e a relação entre o ensino e o mundo do trabalho, nomeadamente a sinergia entre aquilo que é ensinado nas escolas e posteriormente aplicado nas funções do dia a dia.

Neste ranking, Portugal ocupa a 29.ª posição, ultrapassado por países como a Eslovénia, Malta ou República Checa, mas colocado à frente de outras nações como a Espanha, Itália ou China.

Confira, na galeria acima, os dez países com mais capacidade para atrair, ampliar e reter talento estrangeiro.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: EPA/WILL OLIVER

Propostas dos partidos para regularizar plataformas como a Uber

João Vieira Lopes, presidente da CCP. Fotografia: D.R.

Reduzir a TSU e tributar lucros criaria 78 mil empregos

Fotografia: Orlando Almeida/Global Imagens

Novo voo direto ajudou a trazer mais 74 mil chineses a Portugal

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Os países com melhores condições para atrair ‘cérebros’