Imobiliário

Procuram-se investidores para este apartamento. Só precisa de 50 euros

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O imóvel, um T1 situado no bairro de Santos ao Rego, está aberto a quem queira investir um montante mínimo de 50 euros.

Depois de Campo de Ourique, as Avenidas Novas. É esta a mais recente proposta da Housers para potenciais investidores em imobiliário.

A startup financeira, que nasceu em Espanha em 2016 e chegou a Portugal no ano passado, lançou esta segunda-feira o seu segundo projeto de crowdfunding imobiliário. A empresa está à procura de quem queira investir num apartamento na freguesia das Avenidas Novas, em Lisboa.

O imóvel, um T1 situado no bairro de Santos ao Rego, está aberto a quem queira investir um montante mínimo de 50 euros. Alcançado o financiamento, será cedido um empréstimo a um promotor, a quem caberá a compra, decoração, arrendamento e venda do imóvel, explica a empresa.

A Housers revela que a operação foi estabelecida a dez anos, sendo que o objetivo é vender o apartamento no quinto ano.

Segundo a empresa, que apresenta o projeto como uma oportunidade de poupança, os investidores “receberão todos os meses a sua parte proporcional resultante do arrendamento e revalorização do imóvel”.

O apartamento terá uma rentabilidade líquida mensal que rondará os 3,70% caso seja arrendado. A cinco anos, na altura da previsível venda, o imóvel deverá render 26,67%, sublinha a Housers.

A startup lembra que os investidores podem vender os títulos de empréstimo no Marketplace, uma ferramenta da plataforma que permite vender e comprar títulos.

Citado em comunicado, o CEO da Housers em Portugal, João Távora, sublinha que o negócio é “uma oportunidade com menos risco de investimento”, porque “os investidores começam a receber a rentabilidade estimada derivada do arrendamento a partir do primeiro mês, sem terem que esperar pela remodelação do imóvel e procura de inquilino”.

Na primeira venda que realizou em Portugal, a Housers conseguiu angariar 193 mil euros em menos de um mês. O imóvel foi adquirido por 453 investidores, sendo que 4%, cerca de 20, eram portugueses. O investimento médio rondou os 400 euros e metade dos compradores eram espanhóis.

Neste momento a Housers já conta com 2000 utilizadores portugueses registados.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (C), acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (D), pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Campos Fernandes (E), após o ato público de assinatura dos contratos para a redução tarifária nos transportes públicos na área metropolitana de Lisboa, na Gare do Oriente, em Lisboa, 18 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cinco regiões só terão passes mais baratos em maio

fake-1909821_1920

Fake news. Portugal no top 10 da UE com mais contas bloqueadas pela Google

REUTERS/Rafael Marchante

CTT propõe aumentos até 0,4%. CEO recupera 25% do salário

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Procuram-se investidores para este apartamento. Só precisa de 50 euros