Recursos Humanos

Galp abre candidaturas para programa de estágios

Galp. Fotografia: Filipe Amorim / Global Imagens
Galp. Fotografia: Filipe Amorim / Global Imagens

Programa existe desde 1998 e já permitiu a integração de 438 jovens nos quadros da empresa. A taxa de retenção é de 70%

A Galp abriu esta semana o período de candidaturas ao Generation Galp, o programa de estágios da companhia destinados a jovens estudantes de mestrado que está já na sua 22ª edição. As candidaturas têm de ser submetidas até 29 de fevereiro, sendo que o programa arranca a 1 de junho.

Desde 1998, passaram já pela Galp 650 jovens estudantes, sendo que o programa apresenta uma taxa de retenção de 70%. A empresa tem hoje nos seus quadros 438 dos cerca de 650 estagiários que participaram no programa, diz a Galp em comunicado. Estes desempenham funções nas várias áreas da empresa, desde a Unidade de Desenvolvimento de biocombustíveis, até ao conselho de administração, passando pelo Centro Corporativo e pelas divisões de Exploração & Produção, Refinação & Distribuição e Gas & Power.

A Galp refere, ainda, que cerca de 30% dos cargos de gestão da companhia são, atualmente, ocupados por colaboradores que iniciaram a sua carreira na empresa como estagiários. “O Generation Galp tem sido uma fonte consistente de entrada de novas e qualificadas gerações de colaboradores na empresa”, sublinha.

Com a “garantia de um acompanhamento personalizado” por parte dos orientadores, os jovens estagiários contam, ainda, com um “programa de acompanhamento específico, coordenado pela Direção de Pessoas e com a duração de dois anos, de forma a criar bases sólidas para uma carreira de sucesso” numa das maiores empresas nacionais.

A companhia procura jovens com formação académica nas áreas das engenharias, análise de dados, economia, finanças, geociências e ciências sociais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Joao Silva/ Global Imagens)

Preço das casas aumentou 1,7% em novembro

Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI. Fotografia: EPA/MICHAEL REYNOLDS

FMI corta crescimento dos maiores parceiros de Portugal: Espanha e Alemanha

Isabel dos Santos  EPA/TIAGO PETINGA

Isabel dos Santos: Angola escolheu um caminho em que “todos vão ficar a perder”

Galp abre candidaturas para programa de estágios