Gentiloni. "Turismo tem de sobreviver ao próximo verão em Portugal"

"Portugal está mais exposto ao turismo estrangeiro" do que outros países, alertou o comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni

"O turismo tem de sobreviver ao próximo verão em Portugal, estamos a trabalhar nisso", declarou o comissário da Economia, Paolo Gentiloni, na conferência de imprensa de apresentação das previsões da primavera, esta quarta-feira, em Bruxelas.

Em resposta a uma pergunta da SIC, o comissário fez eco de uma evidente preocupação que o novo estudo de Bruxelas ecoa em relação a Portugal. Vai haver retoma, sim, mas ela será internamente desequilibrada.

O turismo e as atividades que a ele estão encostadas podem levar tempo a levantar-se deste enorme embate que está a ser a pandemia.

"Temos de trabalhar para ter a certeza que o sector do turismo sobrevive ao verão", insistiu o comissário, sublinhando que a tarefa é mais complicada pois "Portugal está mais exposto ao turismo estrangeiro" do que outros países.

A Comissão diz que Portugal tem obtido "receitas assinaláveis com o turismo estrangeiro e que tipicamente ganha o equivalente a cerca de 8,7% do produto interno bruto (PIB)", valores referentes a 2019.

Esse tempo agora é passado e há dúvidas que volte ou, pelo menos, que volte rapidamente.

"Nesse sentido, esse será um dos pontos no colégio comissários da próxima semana, temos de trabalhar para ter guias de política para poder coordenar esta situação relativa ao turismo", referiu Gentiloni.

"Temos de trabalhar nisso até porque envolve outros sectores como a aviação, as fronteiras", disse o alto responsável de Bruxelas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de