transportes

GNR avança com operação “intensiva” de fiscalização de TVDE, táxis e Tuk-Tuk

(Miguel Pereira da Silva / Global Imagens )
(Miguel Pereira da Silva / Global Imagens )

Operação da GNR decorre até domingo em todo o Continente. Objetivo é “zelar pelo cumprimento da lei e das regras da concorrência"

A GNR inicia na segunda-feira, em todo o país, uma operação de fiscalização “intensiva” aos transportes individuais de passageiros que visa garantir o cumprimento da lei e das regras da concorrência.

A operação, que decorre até domingo, irá fiscalizar o transporte de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica (TVDE), ‘Tuk-Tuk’, transferes e táxis, adianta a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

Segundo a GNR, será “uma operação de fiscalização rodoviária intensiva em todo o continente”, que visa “zelar pelo cumprimento da lei e das regras da concorrência relativas à utilização de veículos afetos ao exercício da atividade de transporte individual e remunerado de passageiros”.

A operação acontece “numa época de franca expansão de diferentes formas e conceitos de transporte, impulsionadas por empresas de táxis, agências de viagens e turismo, empresas de animação turística e, fundamentalmente pela atividade de TVDE, atividade que conta com mais de 4.300 operadores e cerca de 11.400 motoristas”, sublinha o comunicado.

Durante a operação, os militares irão fiscalizar o licenciamento e a certificação dos motoristas e dos seus veículos, além de verificar o cumprimento das normas do Código da Estrada, nomeadamente a utilização do cinto de segurança, o excesso de lotação, uso do telemóvel a conduzir e a condução sob efeito do álcool ou substâncias psicotrópicas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

BCP, Berardo e calúnias. As explicações de Constâncio no inquérito à CGD

Outros conteúdos GMG
GNR avança com operação “intensiva” de fiscalização de TVDE, táxis e Tuk-Tuk