Governo abre concurso de 13,7 milhões para escolher fornecedor de eletricidade

Segundo foi publicado em Diário da República estão incluídos organismos da Presidência do Conselho de Ministros, da Cultura e das Infraestruturas.

O Governo abriu um concurso para comprar eletricidade no mercado livre, segundo foi publicado hoje em Diário da República.

Segundo o diploma, esta autorização permite a despesa para a contratação do fornecimento de eletricidade no mercado livre no valor de 13,8 milhões de euros, a que acresce IVA, para o período entre 2017 e 2019.

Estão incluídas várias entidades, desde a Agência para Modernização Administrativa, o Instituto Nacional de Estatística, a Secretaria-geral da Presidência do Conselho de Ministros e ainda várias entidades culturais, como a Biblioteca Nacional, a Cinemateca Portuguesa e a Direção-geral do Livro. Também entidades do setor das infraestruturas, como a ANAC, o LNEC ou o IMT estão incluídos nesta autorização.

A autorização prevê que em 2017 a despesa total seja de 4,2 milhões de euros, em 2018 de 4,7 milhões de euros e em 2019 de 4,8 milhões de euros, totalizando os 13,8 milhões de euros referidos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de