Governo aumenta limite das deduções no IRS para estudantes e rendas no interior

O limite de deduções à coleta do IRS aumenta de 600 para 1000 euros, no caso dos estudantes que frequentem estabelecimentos de ensino no interior.

O Governo decidiu aumentar o limite global das deduções de educação em sede de IRS para estudantes do interior para 1000 euros, de acordo com a segunda versão preliminar do Orçamento do Estado para 2019, a que o Dinheiro Vivo teve acesso.

Este incentivo inclui-se entre as medidas direcionadas para o interior, prevendo-se que no caso dos estudantes possam ser deduzidas não 30% mas 40% (há uma majoração de 10 pontos percentuais das despesas de educação até ao limite de mil euros. Recorde-se que a dedução à coleta do IRS por gastos com educação está balizada nos 800 euros.

A mesma versão preliminar também aumenta o valor da dedução ao IRS dos gastos com a renda de casa. O Código do IRS aceita que as famílias abatam ao imposto até 502 euros com as rendas de casa, mas nas famílias que se mudam opara o interior, este limite é aumentado para mil euros durante três anos, sendo o primeiro o da celebração do contrato.

Numa primeira versão preliminar, aquele valor das rendas era aumentado para 600 euros.

O Governo aprovou este sábado, 13 de outubro, a proposta do Orçamento de Estado para 2019. O ministro das Finanças, Mário Centeno, vai entregar a versão final esta segunda-feira na Assembleia da República, o mesmo dia em que os novos ministro vão tomar posse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de