Governo conta lançar concursos para fundos europeus

Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro
Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro

O primeiro-ministro afirmou hoje que o Governo conta lançar a partir de setembro ou outubro concursos de acesso a fundos europeus do quadro comunitário 2014-2020 e que as verbas restantes do anterior quadro serão utilizadas.

“O novo quadro arranca em 2014, e nós contamos, do nosso lado, pelo menos, ter tudo em condições para a partir de setembro, outubro poder estar a lançar concursos para o novo quadro de fundos europeus”, declarou Pedro Passos Coelho, na Assembleia da República, durante o debate sobre o estado da Nação.

Leia também: Passos: “Os cinco mil milhões de euros do QREN vão ser usados”

Antes, o deputado do PSD António Rodrigues tinha-lhe perguntado se o Governo continuava a “manter o segundo semestre deste ano como o início para o próximo quadro comunitário de apoio” e o deputado do PS José Junqueiro tinha questionado quais as medidas previstas pelo executivo “para lançar na economia 5 mil milhões de euros que ainda tem do atual quadro comunitário de apoio”.

Em resposta a José Junqueiro, o chefe do executivo PSD/CDS-PP declarou: “Os 5 mil milhões de euros do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) serão utilizados, o senhor deputado não se preocupe com isso”.

“Nós vamos utilizar bem esse dinheiro”, acrescentou.

A este propósito, Pedro Passos Coelho referiu que o seu Governo encontrou “um nível de execução consideravelmente abaixo da média” quando tomou posse, em 2011, mas conseguiu que Portugal se tornasse num “dos países com nível de execução do QREN mais elevados”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
The World Economic Forum, Davos
Fabrice COFFRINI/AFP

Líderes rumam a Davos para debater a nova desordem mundial

Mário Centeno

Privados pedem ao Estado 1,4 mil milhões de euros em indemnizações

Luis Cabral, economista.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Luís Cabral: “Pobreza já não é só ganhar 2 dólares/dia”

Governo conta lançar concursos para fundos europeus