PIB

Governo: economia cresce em linha com evolução europeia

Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante
Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

O crescimento da economia abrandou no primeiro trimestre deste ano, mas o Ministério das Finanças diz que o ritmo está em linha com Europa.

O ritmo do crescimento da economia abrandou no primeiro trimestre deste ano, com o PIB a registar uma subida homóloga de 2,1%, e de 0,4% quando comparado com o último trimestre de 2017. Na reação aos números divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística, o Ministério das Finanças refere que este ritmo “está em linha com a evolução da economia europeia”, cujo crescimento “foi afetado por vários fatores temporários”.

A nota emitida pelo gabinete de Mário Centeno assinala que o comportamento das exportações ao longo dos primeiros três meses deste ano foi influenciado pelo facto de este trimestre ter tido menos dois dias úteis do que o homólogo, acrescentando que os dados preliminares para abril indicam que este efeito foi corrigido, com este mês a posicionar-se como o que registou “o maior volume de exportações de sempre do comércio internacional” para fora do espaço comunitário.

Os 2,1% de crescimento observados neste primeiro trimestre de 2018 correspondem à marca mais fraca desde 2016, mas António Costa já veio a público referir que os dados estão em linha com as previsões do governo e que acredita que irão melhorar até ao final do ano.

O crescimento do emprego, redução do desemprego e subida do investimento são os fatores que mais contribuíram para o comportamento da economia nesta entrada do ano, o que, afirma o gabinete de Mário Centeno, indica que o padrão observado nos trimestres anteriores se está a manter.

No Programa de Estabilidade, o governo estima que o PIB avance 2,3% em 2018 (uma previsão em linha com as da OCDE, Banco de Portugal e Comissão Europeia) e antecipa um valor idêntico para 2019.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Governo: economia cresce em linha com evolução europeia