Infraestruturas

Governo garante que Ponte da Arrábida “não está em risco”

Ponte da Arrábida, no Porto.
( José Carmo / Global Imagens )
Ponte da Arrábida, no Porto. ( José Carmo / Global Imagens )

Marginal do Porto foi encerrada nos dois sentidos depois da queda de blocos de cimento da ponte. IP e Governo garantem que há segurança

A estabilidade e a segurança da Ponte da Arrábida não estão em risco. A garantia foi dada esta quarta-feira, em comunicado, pelo ministério da Infraestruturas e Habitação depois de a Marginal do Porto ter sido encerrada por causa da queda de blocos de argamassa da estrutura da ponte.

“Os técnicos da IP já estiveram no local, verificando que se trata de argamassa de revestimento superficial, situação que será agora intervencionada. Entretanto será também possível avaliar qual a intervenção de reparação que a situação requer no âmbito das intervenções normais de manutenção e conservação”, revela o gabinete de Pedro Nuno Santos.

A equipa das infraestruturas diz ainda que “A garantia é de que não existe nenhum dano estrutural na ponte, pelo que a sua estabilidade e segurança não está em risco”.

Na última noite, a estrada foi cortada tanto ao trânsito de veículos e peões depois da queda destes blocos. “A Câmara Municipal do Porto decidiu cortar o trânsito na marginal, junto à Ponte da Arrábida, nos dois sentidos, depois de vários pedaços provenientes da estrutura da ponte terem caído na via pública sem causar danos ou vítimas”, referiu a autarquia na sua página oficial.

O trânsito só será retomado depois da intervenção da IP que, desde a primeira hora, recorreu a um drone para a captação de imagens, de forma a assegurar que não haveria danos em viaturas ou pessoas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
Governo garante que Ponte da Arrábida “não está em risco”