eletricidade

Governo lança comparador de preços de eletricidade e gás

Foto: DR
Foto: DR

Projeto Poupa Mais chega no início de 2017 e permite mudar imediatamente de comercializador ou saber se tem acesso à tarifa social.

O Governo vai lançar, no início de 2017, um novo comparador para simplificar a comparação de tarifários e mudança de comercializador na eletricidade e gás natural.

Este novo comparador, o Poupa Energia, estava previsto na proposta de Orçamento do Estado para 2017, que definia a criação de um Operador Logístico de Mudança de Comercializador no prazo de 90 dias.

A maior diferença face aos comparadores de tarifários já existentes no mercado, como o da Entidade Reguladora para o Setor Energético (ERSE) ou da Deco, a associação de defesa do consumidor, é que os dados necessários para fazer um comparativo rigoroso são inseridos imediatamente através do ponto de ligação à rede, um código que está na fatura elétrica e que permite aceder de imediato a dados como a potência contratada ou as horas de consumo, informação que o consumidor particular não tem normalmente na sua posse.

Atualmente, as funções de mudança de comercialização são desempenhadas, no caso da eletricidade, pela EDP Distribuição, e no gás natural, pela REN Gasodutos.

“Entre a informação personalizada que passa a estar ao dispor dos consumidores destaca-se os procedimentos para contratação de serviço de eletricidade e/ou gás natural, tarifas adequadas a cada perfil de consumo, determinadas com base na informação detida por este operador e a pedido do consumidor, bem como a tarifa social existente e aplicável”, diz fonte oficial da secretaria de Estado da Energia. “Serão ainda facultados dados sobre a utilização eficiente de energia, com vista a uma utilização racional dos recursos”.

Com a introdução automática das informações relativas ao consumo, para eletricidade e também para gás, o novo comparador propõe as melhores opções de tarifário e permite consultar as propostas comerciais dos vários fornecedores. Permite também mudar de imediato de comercializador se for essa a decisão do consumidor, através do mesmo portal.

“Além de fornecer informação sobre as propostas comerciais existentes no mercado, esta entidade permitirá ainda aos consumidores fazerem escolhas mais informadas, uma condição essencial à proteção dos seus interesses e à dinamização do mercado liberalizado”, diz fonte da secretaria de Estado da Energia.

O processo de criação do Poupa Energia vai ser liderado pelo antigo director-geral da Microsoft Portugal, João Paulo Girbal e os detalhes processuais, nomeadamente sobre a forma jurídica do novo mecanismo, assim como a empresa que ficará responsável pela criação da plataforma informática.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Governo lança comparador de preços de eletricidade e gás