Telecomunicações

Governo: Nacionalização do SIRESP foi “transparente”

Viatura do SIRESP presente no posto de comando de Alijó durante um incêndio em julho de 2017. (Rui Manuel Ferreira / Global Imagens)
Viatura do SIRESP presente no posto de comando de Alijó durante um incêndio em julho de 2017. (Rui Manuel Ferreira / Global Imagens)

Secretário de Estado do Tesouro afirma que valor da nacionalização do SIRESP foi baseado em contas auditadas.

Depois do anúncio, o Governo foi “obrigado” a explicar a nacionalização da rede SIRESP.

“Os sete milhões de euros resultam simplesmente da situação líquida da empresa a 31 de dezembro de 2018. É a diferença entre ativos que existiam nessa altura e passivos”, diz Álvaro Novo, secretário de Estado do Tesouro, em declarações à SIC, salientando a transparência da operação. “É transparente e baseado em contas auditadas”.

As declarações do Governo surgem depois de pedidos de explicação por parte dos partidos. O Bloco de Esquerda fala em contas pouco claras e o PCP pede uma audição do ministério da Administração Interna.

O Estado comprou por sete milhões de euros a parte dos operadores privados, Altice e Motorola, no Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança (SIRESP), anunciou o Governo.

Desde a celebração do contrato em 2006, o Estado já pagou 487 milhões de euros aos privados, de acordo com os dados da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projetos, uma média de mais de 40 milhões por ano. O acordo alcançado esta quinta-feira prevê que o SIRESP passe para a esfera pública a 1 de dezembro de 2019.

Para que não haja falhas durante o Verão, o Governo pretende que colocar administradores do Estado na empresa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Governo: Nacionalização do SIRESP foi “transparente”