Área digital

Graça Carvalho no top 10 das eurodeputadas mais influentes

Maria da Graça Carvalho. Foto: DR
Maria da Graça Carvalho. Foto: DR

Portuguesa tem feito muito trabalho na área do digital, com particular ênfase na participação das mulheres no âmbito da Inteligência Artificial.

A eurodeputada social-democrata e colunista do Dinheiro Vivo Maria da Graça Carvalho foi considerada uma das dez eurodeputadas mais influentes na área do digital no Parlamento Europeu. A escolha é feita pelo Digital Influence Index, publicado hoje pela BCW Brussels e pela VoteWatch Europe, e coloca a portuguesa na oitava posição, numa lista que, incrivelmente, é maioritariamente feminina.

Entre os dez eurodeputados considerados como mais influentes na área digital, oito deles, destacados por estarem entre os que mais têm apresentado trabalho nessa área no Parlamento Europeu, são mulheres.

O Digital Influence Index demonstra ainda que “os Estados-membros mais pequenos, incluindo Portugal, estão a liderar a influência nas políticas para a área do digital, tendo um papel de destaque na batalha pela inovação tecnológica e digital na Europa”.

O ranking que destaca Maria da Graça Carvalho – que tem sido relatora de diversos relatórios e opiniões na área do digital, com particular ênfase na participação das mulheres no âmbito da Inteligência Artificial – baseia-se em dois pressupostos: a influência política (capacidade de mudar a legislação, ganhar votos e influenciar o debate político) e a influência social (a capacidade de chegar aos cidadãos e levar ao debate público os temas do digital).

Eis a lista completa do ranking hoje publicado:

Eva Kaili (S&D, Grécia)

Pilar del Castillo Vera (PPE, Espanha)

Tiemo Wölken (S&D, Alemanha)

Axel Voss (PPE, Alemanha)

Karen Melchior (Renovar a Europa, Dinamarca)

Lina Gálvez Muñoz (S&D, Espanha)

Sophia in ‘t Veld (Renovar a Europa, Países Baixos)

Maria da Graça Carvalho (PPE, Portugal)

Miapetra Kumpula-Natri (S&D, Finlândia)

Eva Maydell (PPE, Bulgária)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Graça Carvalho no top 10 das eurodeputadas mais influentes