Grécia: Contribuintes sem rendimentos têm de pagar 116,25 euros pelo IRS

A nova classe de sem-abrigo gregos que a crise formou está revoltada com
o sistema fiscal que lhes exige multa e imposto adiantado para
apresentar uma declaração de IRS com zero rendimentos. No mínimo, terão
de pagar 116,25euro para comprovar que são pobres.

As contas deste exemplo extremo foram feitas pelo site noticioso grego The Best News.

À luz da atual legislação fiscal grega, o Ministério das Finanças estima que uma pessoa solteira precisa de 3.000 euros por ano para sobreviver,
sendo assim presume que qualquer sem-abrigo tem um rendimento de igual valor. Mas, como todos os gregos são obrigados a contribuir
com 25% dos seus rendimentos para estimular a economia grega,
comprovando este valor através de recibos, o sem-abrigo terá de mostrar
recibos de 750euro.

Não mostrando recibos, terá de
pagar uma multa de 10%, ou seja, 75 euros. Terá, ainda, de pagar um
imposto antecipado de 55% dos 75 euros: 41,25euro. Ao todo: 116,25euro.

Ainda que o exemplo dos sem-abrigo seja extremo, a legislação em vigor é particularmente irónica para qualquer cidadão com rendimentos inferiores a 5 mil euros anuais (416 euros mensais), que não estão isentos da obrigação de gastar 25% desse rendimento e a demonstrá-lo através de recibos. Quem não gasta o que não tem é multado com os tais 10%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. FILIPE FARINHA/LUSA

Marcelo promulga descida do IVA da luz consoante consumos

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

Grécia: Contribuintes sem rendimentos têm de pagar 116,25 euros pelo IRS