Greve dos camionistas no Brasil fez economia encolher 3,34% em maio

A paralisação do transporte de cargas no Brasil afetou praticamente todos os setores da economia, com peso especial na indústria e nos serviços.

Uma greve de camionistas que paralisou o Brasil durante quase duas semanas em maio fez a economia do país encolher 3,34% comparativamente a abril, anunciou hoje o Banco Central brasileiro. A paralisação do transporte de cargas no Brasil afetou praticamente todos os setores da economia, com peso especial na indústria e nos serviços.

Segundo o Índice de Atividade Económica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia mensal do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, na comparação entre a atividade económica registada em maio de 2017 e deste ano a queda foi um pouco menor, de 1,54%.

A divulgação do IBC-Br visa dar uma ideia ao mercado de como está a economia antes da divulgação dos resultados trimestrais do PIB.

A produção industrial brasileira recuou 10,9% em maio, a segunda maior queda na série histórica, enquanto o setor de serviços, responsável por cerca de 70% do PIB, recuou 3,8% em maio, no que foi o pior resultado desde 2011.

A greve dos camionistas também fez com que o Banco Central brasileiro reduzisse a previsão para o crescimento do PIB em 2018 para 1,6%, projeção que é um ponto percentual menor do que o valor estimado pelo mesmo órgão em dezembro do ano passado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de