Dinheiro Vivo TV

Live. Greve geral, rendas excessivas e YouTube: o que vai marcar a semana

A carregar player...

Greve geral da função pública e audições sobre as rendas excessivas na energia vão marcar a semana.

A semana arranca com mais uma data decisiva para a agenda dos contribuintes. Dia 11 é o último dia para as empresas entregarem a declaração dos rendimentos e retenções na fonte dos trabalhadores em 2018, a chamada modelo 10. Oficialmente 0 prazo termina no dia 10, mas por ser domingo a Autoridade Tributária e Aduaneira estendeu-o até ao primeiro dia útil seguinte.

Outro prazo esticado mas que também termina esta semana é o que a CP deu às empresas que quiserem participar no concurso para a compra de 22 novos comboios regionais. Têm até dia 12 para entregar as candidaturas.

Também a marcar a semana vão estar as audições no parlamento às rendas excessivas da energia. Terça-feira é ouvido Rodrigo Costa, presidente da REN. Na quinta-feira será a vez de Mário Guedes, ex-Diretor-Geral de Energia e Geologia. Na sexta-feira haverá audição dupla, com Carlos Moedas, de manhã, e Jorge Moreira da Silva na parte da tarde.

É também no dia 14 que os partidos vão decidir se vai ou não ser criada uma nova comissão de inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos.

A semana termina com uma paralisação nacional da função pública. Sexta-feira é também o último dia para atualizar e validar no portal das finanças os dados do agregado familiar, se tiver havido mudanças em 2018.

Por fim, 15 de fevereiro é dia de cantar os parabéns ao YouTube. A plataforma completa 14 anos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Famílias ficam com um pouco mais de salário ao final do mês

Miguel Almeida, CEO da NOS

Comité de Ética da NOS vai ouvir os administradores envolvidos no Luanda Leaks

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de tomada de posse do XXII Governo Constitucional, liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 26 de outubro de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: É bem-vindo a Portugal todo o investimento no respeito da legalidade

Live. Greve geral, rendas excessivas e YouTube: o que vai marcar a semana