Greve nos aeroportos. Emigrantes em Londres arriscam não passar Natal em casa

Poderão os emigrantes portugueses em Londres vir passar o Natal a casa? Greve ameaça lançar o caos nos aeroportos.

Este Natal promete ser de caos nos aeroportos britânicos: os trabalhadores da empresa de serviços de terra Swissport convocaram uma greve para 23 e 24 de dezembro em 18 aeroportos britânicos; e os trabalhadores de cabina da British Airways marcaram uma paralisação para os dias 25 e 26… muitos emigrantes poderão não consigam viajar para passar o Natal com as suas famílias.

O sindicato britânico Unite convocou uma greve em 18 aeroportos do Reino Unido para os dias 23 e 24 de dezembro. Objetivo: exigir aumentos salariais. Len McCluskey, secretário-geral do sindicato, comprometeu-se já a sentar-se à mesa das reuniões, terça-feira, para encontrar uma alternativa, mas, se não houver acordo, teme-se o caos. A greve, que abrange mais de 1500 trabalhadores da empresa de serviços de terra Swissport, irá afetar os aeroportos londrinos de Heathrow, Gatwick, Luton e Stansted, e ainda os de Edimburgo, Birmingham, Manchester e Newcastle. Os trabalhadores, que acusam a empresa de não fazer aumentos salariais desde 2014, recusaram já um aumento de 4,65% em três anos.

Neste clima de conflito, cerca de 2000 trabalhadores de cabina da companhia aérea British Airways decidiram também convocar uma paralisação durante os dias 25 e 26 , exigindo melhores condições salariais.

"Estamos espantados com a decisão da Unite de realizar uma greve nestes dias tão especiais, em que tantas famílias tentam juntar-se ou ir de férias”, declarou a BA, em comunicado, qualificando a decisão de “inumana” e “completamente desnecessária”.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de