Coronavírus

Gripe na China faz cair consumo de petróleo em 19%

Espera-se que anúncio da OPEP mantenha preços a descer

OPEP recomendou já cortes adicionais à produção durante o segundo trimestre para fazer frente à quebra da procura e evitar a descida dos preços.

A epidemia do coronavírus vai provocar este ano uma quebra de 19% no consumo de petróleo, anunciou a OPEP, advertindo que o impacto desta crise adiciona incerteza ao futuro da economia mundial.

O consumo mundial de petróleo está agora estimado em 100,73 milhões de barris por dia, menos 230 mil barris por dia do que a estimativa feita em janeiro, antes do início do surto, que já provocou mais de 1000 mortos.

“Prevê-se que o crescimento da procura de petróleo na China desacelere em relação ao no passado, refletindo uma menor atividade económica”, afirma o relatório da OPEP, sublinhando que na revisão pesam as quebras no consumo de combustível para transporte, especialmente por parte das companhias aéreas.

O momento do aparecimento do surto, quando milhões de chineses viajam para visitar as suas famílias devido às festividades do Ano Novo lunar, “exacerbou o impacto na procura do combustível de transporte”.

A OPEP sublinha que a procura da China, um dos principais consumidores de petróleo, será na primeira metade do ano inferior em 200 mil barris por dia do que o esperado.

“O impacto do surto do coronavírus na economia da China adicionou incerteza em relação ao crescimento económico mundial em 2020 e por extensão do crescimento da procura de petróleo”, sublinha a OPEP.

O comité técnico da OPEP recomendou já cortes adicionais à produção durante o segundo trimestre do ano para fazer frente à quebra da procura e evitar a descida dos preços.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Photo by Tobias SCHWARZ / AFP)

Tribunal suspende construção da Gigafactory da Tesla na Alemanha

A 89ª edição da Micam decorre em Milão de 16 a 19 de fereveiro. Fotografia: Direitos Reservados

Calçado quer duplicar exportações para o Japão em dois anos

Micam

Governo promete “soluções criativas” para ajudar as empresas

Gripe na China faz cair consumo de petróleo em 19%