Grupo Ramada fecha fábrica de Ovar até 02 de abril

O Governo declarou na terça-feira a situação de calamidade pública para Ovar, concelho que tem quase 30 pessoas infetadas

O grupo Ramada vai fechar até 02 de abril a fábrica que tem em Ovar, na sequência da declaração de estado de calamidade pública naquele município do distrito de Aveiro, informou em comunicado ao mercado.

A Ramada Aços irá fechar a sua principal unidade de produção, que se situa em Ovar, até 02 de abril, estando ainda "a tomar todas as medidas possíveis, dentro das limitações que a situação impõe, para mitigar os efeitos deste encerramento temporário".

Segundo a Ramada Investimentos, que divulgou o comunicado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a subsidiária Ramada Aços representa mais de 50% do volume de negócios do grupo.

O Governo declarou na terça-feira a situação de calamidade pública para Ovar, concelho que tem quase 30 pessoas infetadas e onde existem indícios de transmissão comunitária do coronavírus que causa a doença Covid-19.

Com a situação de calamidade pública “é interditada a circulação e permanência de pessoas na via pública, exceto para deslocações necessárias e urgentes”, segundo o despacho publicado em Diário da República.

As ações da Ramada Investimentos lideraram na terça-feira as quedas no PSI20, ao recuarem 6,25% para três euros.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de