Taxistas

Guia para evitar os 6000 táxis que invadem amanhã o País

Os vários meses de luta contra a Uber não chegam. Os taxistas vão esta sexta-feira invadir o País em protesto. As ruas e as cidades afectadas.

Esta sexta-feira, 29 de abril, os taxistas invadem várias cidades do País em protesto contra a Uber. A manifestação vai entupir as principais vias de Lisboa, Porto e Faro. Ao Dinheiro Vivo, Carlos Ramos, presidente da Federação portuguesa de Táxi, admite que são esperados mais de 6000 veículos nestas três cidades. O Dinheiro Vivo mostra-lhe os percursos para evitar ou (se juntar) à luta que já dura vários meses e que pede leis iguais para quem transporta pessoas.

 

taxis Lisboa

Na capital, o protesto inicia-se pelas 08h00 no Campus de Justiça. A marcha que se promete lenta vai atravessar a Av. Gago Coutinho, o Campo Pequeno e Avenida da República. Segue depois do Saldanha para a Fontes Pereira de Melo onde acabará por passar pelo Marquês de Pombal. O destino final é a Assembleia da República, onde os profissionais de táxi querem buzinar aos deputados.

“A questão não é bloquear a cidade é conseguir que sejamos ouvidos”, assume Carlos Ramos, acrescentando que na Assembleia da República vão exigir ser ouvidos pelos deputados. O primeiro-ministro também irá lá estar, lembra a Federação Portuguesa de Táxi.

Ao todo, Lisboa poderá juntar até 8000 taxistas, quatro mil carros nas ruas em protesto.

Taxis Porto

Em simultâneo, os taxistas do Porto e do Norte farão, também eles, o seu protesto. O percurso inicia-se no Castelo do Queijo às 09h00 e segue até à Câmara Municipal. O percurso mais provável será o da Avenida da Boavista, que atravessa a cidade, cumprindo tal como em Lisboa, uma passagem pelo centro do Porto. Na Câmara do Porto, os taxistas esperam ser recebido por Rui Moreira.

A Federação Portuguesa de Táxi admite que o Porto poderá juntar 1500 taxistas em protesto.

Taxis FaroEm Faro, os taxistas do Algarve e do Alentejo vão juntar-se no Estádio do Algarve, passar pelo aeroporto e parar junto à Câmara Municipal, onde também esperam uma audiência com o autarca. Carlos Ramos assume que entre os profissionais do Algarve e os do Alentejo, que também se devem juntar, estarão entre 500 e 600 taxistas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Estado já concedeu quase 20 mil milhões à banca

Fotografia: REUTERS/Reinhard Krause

Fitch baixa previsões de crescimento mundial devido a guerra comercial

( Pedro Rocha / Global Imagens )

Défice atinge 1,9% até junho. Meta do governo é de 0,7%

Outros conteúdos GMG
Guia para evitar os 6000 táxis que invadem amanhã o País