Habitação

Há mais novas casas a nascer à volta de Lisboa do que no centro da capital

(A-gosto.com/Global Imagens).
(A-gosto.com/Global Imagens).

Pedidos de licenciamento para construção aumentaram 28% em 2018 em comparação com 2017. Oito em cada 10 pedidos são de construção nova.

Em 2018 houve mais pedidos para construir casas novas do que no ano anterior. Os dados são da Confidencial Imobiliário e apontam para o lançamento de cerca de 39 400 fogos, mais 28% face a 2017. Apesar de Lisboa, Porto, Braga e Gaia serem os quatro concelhos com mais de 1000 fogos em carteira, à volta da capital estão a nascer mais novas habitações do que no centro da cidade.

Em concelhos como Cascais, Seixal, Oeiras, Odivelas, Loures, Amadora, Almada e Mafra, entraram em carteira entre 500 e 1000 casas no ano passado. Se juntarmos os licenciamentos destes oito concelhos, conclui-se que há mais pedidos para construir casas na periferia do que dentro do concelho de Lisboa, onde entraram mais de 4100 unidades em carteira.

No Porto, houve cerca de 2750 pedidos para construir casas novas; em Braga, houve mais de 1250 pedidos; em Gaia, foram registados mais de 1000 solicitações para licenciamento.

Os dados também mostram que há mais concelhos que têm entre 500 e 1000 fogos em carteira: em 2017, apenas Braga, Cascais, Gaia e Guimarães tinham este estatuto; em 2018, este patamar foi atingido por Cascais, Seixal, Oeiras, Odivelas, Loures, Amadora, Almada, Mafra, Matosinhos, Loulé, Portimão, Guimarães, Famalicão, Aveiro e Leiria.

Oito em cada dez pedidos de licenciamento (31 525 casas) foram para construção nova, mais 31% do que em 2017. Os restantes pedidos foram para reabilitação.

Leia mais: Receita do IMI inverte quebra e aumenta para 1.503 milhões em 2018

Os dados da Confidencial Imobiliário foram apurados com base nos pré-certificados energéticos emitidos pela ADENE (Agência para a Energia). Estes documentos são emitidos na fase de projeto e são obrigatórios no processo de licenciamento municipal de obras.

Em 2018, o preço da avaliação das casas subiu para 1192 euros o metro quadrado, mais 6,7% em comparação com 2017, segundo os dados do INE (Instituto Nacional de Estatística) publicados na semana passada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
luzes, lâmpadas, iluminação

Perguntas e Respostas: IVA desce na eletricidade e gás natural

24/04/2019 - Decorre esta tarde a Assembleia Geral da EDP na Sede da EDP na Av 24 de Julho
Shengliang Wu e Luís Amado
(Diana Quintela / Global Imagens)

OPA chinesa à EDP está morta. Acionistas ditam extinção da operação

A Provedora da Justiça, Maria Lúcia Amaral (Gerardo Santos / Global Imagens)

Atrasos nas pensões: PSD quer ouvir Provedora de Justiça com urgência

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Há mais novas casas a nascer à volta de Lisboa do que no centro da capital