transportes

Há mais Uber do que táxis no Porto, Lisboa e Faro

Fotografia: EPA/Will Oliver
Fotografia: EPA/Will Oliver

A chegada ao mercado português da norte-americana Uber, em 2014, provocou uma rutura no setor do táxi.

Passados cinco anos, outra revolução: as empresas que gerem os veículos descaracterizados saíram da escuridão; ganharam licenças do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT); e os seus motoristas certificação profissional. Neste momento, representam quase metade dos tradicionais taxistas.

Leia mais na edição premium do Jornal de Notícias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Motoristas de matérias perigosas marcam nova greve para início de setembro

O advogado e porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Pardal Henriques foi a personalidade mais mediática da greve

Outros conteúdos GMG
Há mais Uber do que táxis no Porto, Lisboa e Faro