Rock'n'Law

Há uma casa na Zambujeira onde os velhinhos voltam a ser jovens

DR. (Fotografia publicada na página do evento)
DR. (Fotografia publicada na página do evento)

Associação de Solidariedade Social Nossa Senhora do Mar é a causa apoiada neste ano pelo Rock'n'Law.

Se muitas vezes nem as grandes cidades conseguem segurar os jovens, há regiões em Portugal que têm sofrido tremendamente com o abandono e envelhecimento. E o Alentejo é uma delas. Em Odemira, o maior concelho do país, com 1720,25 km2 espalhados por planície, serra e Costa Vicentina, restam pouco mais de 26 mil habitantes. Só 10% têm menos de 15 anos – quase um terço dos que ali vivem e nasceram há pelo menos 65.

Foi este cenário, a par da vontade de fazer algo pela comunidade e ajudar aqueles que mais fizeram por ela e estão hoje mais fragilizados, que fez nascer uma casa na Zambujeira do Mar onde os velhinhos voltam a ser jovens.

E foi esta a causa escolhida neste ano pelo Rock’n’Law, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, e que dia 22 vai voltar a juntar em palco, no Kais, as nove maiores sociedades de advogados do país para nos dar música e reunir mais um generoso donativo, desta vez para apoiar “os 21 idosos que vivem sós e que têm nesta associação uma família dedicada”.

No último ano, a celebrar uma década desta iniciativa, o concerto resultou em 110 mil euros (perto de 50% mais do que em 2017) para ajudar a Associação Portuguesa Contra a Leucemia a pôr de pé a Casa Porto Seguro, para acolher doentes e seus familiares. No total dos dez anos de Rock’n’Law, somam-se 17 causas e projetos de solidariedade, aos quais se fez chegar mais de meio milhão de euros em apoios (645 milhões).

centrodia500

“Todos os anos pensamos que se calhar é a última vez, mas depois recebemos tantos agradecimentos e solicitações que esquecemos o cansaço”, contava ao DN Francisco Proença de Carvalho, que coordena o projeto desde 2014. “Espanta-me que outras profissões não tenham ideias semelhantes e as desenvolvam.” (Leia aqui a entrevista)

Os sem-abrigo foram a causa em 2017. Leia aqui as histórias de quem viveu na rua

Recuemos a 2001, quando nasceu a missão da Associação de Solidariedade Social Nossa Senhora do Mar, para criar um espaço de apoio aos idosos de Odemira. Estabelecendo entre os seus objetivos a “prestação de serviços que satisfaçam necessidades básicas, o apoio psicossocial e o fomento das relações interpessoais com outros grupos etários, a fim de evitar o isolamento” dos mais velhos, a associação começou a promover uma série de iniciativas que rapidamente recuperaram a chama às vidas dessas pessoas – antes isoladas pela idade, condições de vida e deslocação das famílias para grandes centros urbanos.

Animação, envolvimento em atividades coletivas e sentido de pertença são alguns dos efeitos secundários da verdadeira revolução que a abertura de portas desta IPSS trouxe à região de Odemira.

(Fotografia publicada no Facebook da associação)

(Fotografia publicada no Facebook da associação)

“A associação tem como pretensão alargar os serviços prestados através da construção da Estrutura Residencial Para Pessoas Idosas, podendo assim melhorar o conforto e a segurança dos idosos que frequentam o Centro de Dia, bem como implementar atividades de animação e integração sociocultural”, explica o Rock’n’Law, justificando a sua escolha. (veja aqui um pouco do que faz esta associação)

“Tocamos para combater o abandono e cuidar dos idosos” é o slogan deste ano do Rock’n’Law. Para juntar-se à causa, basta inscrever-se e deixar aqui a sua contribuição e levantar os bilhetes para o concerto no Kais, na sexta-feira à noite.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Há uma casa na Zambujeira onde os velhinhos voltam a ser jovens